Método AIDA
O que é e como aplicar no Marketing Digital

O que vamos abordar

O método AIDA (Atenção, Interesse, Desejo e Ação) simplifica e esclarece as fases do comportamento do consumidor, proporcionando uma abordagem mais clara e eficaz para compreender o processo de tomada de decisão.

A Origem do Método AIDA

A génese desta metodologia remonta ao norte-americano Elias St. Elmo Lewis, um visionário no campo da Publicidade, que deu os primeiros passos no final do século 18.

O método AIDA desvenda o caminho para conduzir o consumidor à compra, delineando as etapas cruciais: captar a sua atenção, sustentar o interesse e fomentar o desejo, com o objetivo de o conduzir a efetuar uma decisão informada.

Inicialmente, o método era predominantemente utilizado na conceção de anúncios impressos, recomendando a inclusão de elementos visuais correspondentes a cada fase do processo.

Assim, a fórmula para o êxito fundamentava-se numa imagem cativante, um subtítulo envolvente, um corpo de texto esclarecedor e em dados de contacto do anunciante, com o intuito de conduzir o consumidor ao produto. Naturalmente, este cenário remonta a uma era anterior à Internet. Naquela época, Lewis nem imaginava o potencial do método AIDA para alavancar o Marketing Digital, porém já compreendia a relevância e certos princípios fundamentais para a conversão de clientes.

Esses princípios permanecem relevantes nos dias de hoje, tanto no âmbito do marketing quanto nas estratégias de vendas, dada a necessidade de orientar o cliente ao longo de sua jornada de compra.

Como funciona o Método AIDA?

A evolução do marketing trouxe a ampliação da aplicação do método AIDA para outras formas de promoção de marcas e produtos, incluindo publicidades televisivas e estratégias de Marketing de Conteúdo no cenário digital.

No entanto, compreender a sequência de etapas pelas quais o consumidor deve transitar não é suficiente, é crucial possuir um conhecimento profundo sobre a identidade do consumidor.

Diversos fatores relevantes, tais como idade, estilo de vida, cultura e motivações, exercem influência direta sobre o modo de pensar das pessoas, manifestando-se nos seus comportamentos e decisões de compra.

Antes de implementar o método AIDA na sua estratégia de marketing, é imperativo considerar o perfil da persona que sua marca ambiciona atingir.

Tendo isso como princípio, aprofundaremos agora a nossa análise sobre o significado de cada letra do acrónimo AIDA.

Método AIDA

Atenção

A atenção é a primeira etapa deste modelo e, desta forma, como o nome indica, tem como objetivo chamar a atenção do cliente ou potencial cliente para a existência de uma marca, produto ou serviço.

O seu produto/serviço não se vende sozinho!

Não se deixe enganar, não pense que todo o seu público-alvo conhece o seu produto/serviço.
É fundamental que a sua persona esteja ciente da sua existência, pois só assim poderá compreender o valor do que a sua empresa tem para oferecer.

Agora a questão que se impõe, como conquistar essa atenção?

 

Demonstre perspicácia e aplique uma variedade de estilos de comunicação para persuadir o potencial cliente e captar a sua atenção na mensagem que pretende transmitir, sempre de forma positiva.

 

Ao atrair, positivamente, a atenção dos possíveis clientes, tenha em consideração:

Localização: Marque presença nos lugares onde a sua persona provavelmente estará.

Momento: Compreenda quando e com que frequência a persona estará disponível.

Elemento surpresa: Crie um impacto surpreendente no seu interlocutor.

 

Aprimore a sua estratégia de comunicação e conquiste o interesse do seu público-alvo, sem incomodá-lo, garantindo uma abordagem mais eficaz e cativante.

Interesse

Depois de captar a atenção dos seus potenciais clientes de forma eficaz, é crucial despertar um interesse genuíno em conhecer mais sobre o que tem para oferece. Este interesse pode ser nutrido por meio de diversas abordagens estratégicas, tais como o envio de newsletters informativas, a partilha regular de conteúdos atualizados nas suas redes sociais, a criação de campanhas interativas e até mesmo a implementação de estratégias de remarketing direcionadas.

 

Nesta fase do processo, o cliente já foi inserido no seu funil de vendas, tornando-se fundamental intensificar as ações a fim de evitar que esse interesse desapareça. A personalização surge também como uma estratégia poderosa para criar uma conexão significativa com os potenciais clientes, evidenciando a compreensão das suas necessidades.

 

Em suma, a fase do interesse é aquela em que a empresa expõe ao consumidor o seu potencial mais destacado, demonstrando o que tem de melhor a oferecer.

Desejo

O desejo surge como uma fase seguinte ao despertar do interesse, e existem diversas abordagens para estimular essa transformação.

 

Uma vez conquistada a atenção do público, e depois deste demonstrar um genuíno interesse, é o momento propício para apresentar a sua proposta. Recapitule de forma exata os pontos-chave abordados, realçando benefícios tangíveis que conduzirão à transformação do interesse num desejo.

 

Habitualmente, a fase do desejo está no meio do funil de vendas. Nesta fase o consumidor compara o produto com as ofertas de outros concorrentes, por isso, e a fim de fortalecer a sua credibilidade, é essencial ilustrar o seu histórico por meio de exemplos concretos de trabalhos anteriores, estudos de caso bem-sucedidos ou testemunhos de clientes satisfeitos, essenciais para conduzi-los ao próximo patamar.

 

Uma abordagem extremamente eficaz é a utilização do storytelling, um poderoso recurso que permite estimular o cliente a nutrir esse desejo oculto.

Ação

Nesta fase o objetivo é facilitar o caminho do consumidor até à ação, não sendo essa ação necessariamente uma compra!

 

Assim, como na fase do desejo, é também bastante eficaz incorporar estímulos mentais nesta etapa, pois eles fortalecem consideravelmente as probabilidades de conduzir o cliente a efetuar a ação desejada. Derivado disto, é altamente recomendado aprimorar o discurso ou conteúdo com um CTA (Call to Action) claro e coeso.

Como aplicar o Método AIDA no Marketing Digital?

Há diversas abordagens para aplicar a metodologia AIDA no contexto do marketing. No âmbito do marketing digital, esta abordagem é utilizada em iniciativas de remarketing, anúncios em formato de vídeo, campanhas de email marketing e até em blogs corporativos.

Relativamente ao Marketing de Conteúdo, este método desempenha um papel crucial tanto na elaboração de materiais para o blog quanto na parte técnica do website, que complementa e amplifica esse conteúdo.

Esta metodologia deve apresentar-se da seguinte forma:

1) Primeiramente, assegure-se de que a sua persona o consegue localizar facilmente na plataforma Google.

     – Desenvolva títulos cativantes, direcionados especificamente para a sua persona, incorporando palavras-chave relevantes que se enquadrem nos requisitos de comprimento recomendados pelo Google.

     – Otimize o título da página (Title Tag) e explore outras estratégias de SEO, a fim de ampliar a visibilidade do seu domínio e garantir a sua presença no momento exato em que o seu público-alvo estiver presente.

2) Após o clique, a primeira impressão tem uma enorme relevância! Por este motivo é crucial aperfeiçoar o design e criar um conteúdo inicial persuasivo o suficiente para encorajar o leitor a prosseguir com a leitura.

Esforce-se para despertar o máximo interesse no público!

3) Depois de alcançar o interesse, a persona avança para a fase intermédia do processo e é apropriado começar a abordar a marca/produto em questão, com o objetivo de despertar o desejo no leitor.

4) Uma vez criado o desejo no possível cliente, é o momento adequado para orientá-lo a interagir diretamente consigo.

Agora é necessário reduzir a possibilidade das pessoas simplesmente desistirem do produto/serviço após obterem a resposta desejada. Uma Call To Action (CTA) deve ser relevante e deve estar estrategicamente posicionada neste momento.

Pode ter interesse em:

storytelling
O que é Storytelling?
Como criar Blog em poucos passos

Ao longo da minha experiência como estudante de Ciências da Comunicação, sempre ouvi falar sobre a evolução e a história dos meios de comunicação. Durante o período de estágio curricular na BPHL

Ler artigo »
Este artigo foi-lhe útil?
Siga as nossas Redes Sociais!
Iniciar conversa
1
Não hesite em falar connosco!
Olá!
Não hesite em falar connosco, encontramo-nos ao dispor.